Globo diz que Cabo Verde faz "vaquinha" para poder disputar a CAN


Globo diz que Cabo Verde faz "vaquinha" para poder disputar a CAN

Nos últimos dias, multiplicam-se as notícias em vários jornais do mundo a falar do apuramento histórico e da estreia este sábado de Cabo Verde no Campeonato Africano das Nações (CAN’2013). Desta vez foi o portal brasileiro Globo que faz manchete com os "Tubarões Azuis", dizendo que após eliminar os Camarões, a selecção de futebol
de Cabo Verde, caçula, recorre a doações para disputar pela primeira vez a prova continental. O site vai mais longe e escreve que, apesar do momento, nem tudo é perfeito para estas dez ilhas atlânticas.


“Mesmo com a classificação para a Copa Africana de Nações, a participação de Cabo Verde pode ficar prejudicada. O presidente da Federação Cabo-verdiana de Futebol (FCV), Mário Semedo, revelou no fim do ano passado que não havia dinheiro suficiente para custear a preparação da equipa. Até o início desta semana, segundo o canal DW África, a entidade tinha apenas 20% dos € 670 mil (cerca de R$ 1,8 milhão) necessários”, recorda a corrida contra o tempo dos dirigentes federativos para conseguir dinheiro suficiente para uma participação sem sobressaltos da turma nacional.

“Diante dos apelos, uma campanha de doações fez-se necessária para que a equipe chegasse em boas condições à África do Sul. Empresários e a própria população cabo-verdiana se mobilizaram, e até o Presidente da República, Jorge Carlos Fonseca, se juntou ao projecto. Além disso, o músico Gilyto organizou, em Dezembro, um festival intitulado "Operação CAN 2013" para ajudar os Tubarões Azuis”, escreve o órgão brasileiro, sem falar das muitas outras doações e actividades que se multiplicam um pouco por todo o país e também na diáspora cabo-verdiana para angariação de fundos.

Afinal, “a questão económica mostra que o futebol em Cabo Verde ainda precisa evoluir muito para se manter na elite da África. O técnico Lúcio Antunes não se dedica exclusivamente à função: é também controlador aéreo do aeroporto do Sal, e pediu licença em Junho de 2011 para guiar os Tubarões Azuis. Os clubes ainda têm pouca competitividade fora do país e a maior parte dos jogadores actua no exterior”, analisa.

O texto dá conta ainda dos laços do nosso país com Portugal, de Ryan Mendes, “grande estrela” nacional na CAN, e do sonho de os “Tubarões Azuis” continuarem na moda com o apuramento para o Mundial do Brasil, em 2014. “Independentemente do resultado na Copa Africana, o próximo sonho de Cabo Verde é a Copa do Mundo de 2014, no Brasil”, conclui a Globo, dizendo entretanto que a situação dos “Tubarões Azuis” não é confortável nas eliminatórias africanas: perdeu os dois primeiros jogos e está em último em seu grupo, a seis pontos da líder Tunísia, sendo que apenas o vencedor de cada grupo avança à próxima fase.
Share on Google Plus

About Ponta Kurral

This is a short description in the author block about the author. You edit it by entering text in the "Biographical Info" field in the user admin panel.

0 comentários:

Enviar um comentário

Os comentários são bem-vindos e importantes.

Esteja a vontade para comentar este artigo mas sem insultar quem quer que seja, pois este não será aprovado.